O que ler de Clarice Lispector?

Todo mundo que me conhece, pelo menos um pouco, sabe da minha admiração pela Clarice Lispector . Não só pela sua obra e escrita, qu...



Todo mundo que me conhece, pelo menos um pouco, sabe da minha admiração pela Clarice Lispector. Não só pela sua obra e escrita, que me inspira diariamente, mas pela própria pessoa que ela foi. Felizmente, já li (e tenho) todos os livros dela, uma coleção da qual muito me orgulho. Atualmente, estou lendo uma versão em inglês de "Água Viva" e uma versão em francês de "Um Sopro de Vida". 

E, por causa disso, várias pessoas me perguntam qual livro dela eu recomendo.


Para os iniciantes em Clarice Lispector: 
"Felicidade Clandestina"


Para quem nunca leu Clarice, acredito que a melhor opção seja começar pelos seus contos. Como são curtos, o leitor pode ir se acostumando à sua gramática particular, bem como ao seu estilo de fluxo de consciência. De forma geral, os contos de Clarice tem narrativas mais "concretas", o que facilita também para quem ainda não se habituou com seu jeito de escrever.
Clarice tem seis livros de contos. Escolhi este, "Felicidade Clandestina", pois as temáticas deles são mais universais, como, por exemplo, infância, família e adolescência. Além disso, este livro contém o conto "O ovo e a galinha", que é um dos mais conhecidos da autora.
Eu, particularmente, gosto mais do seu livro de contos chamado "A via crucis do corpo". Quem quiser arriscar em contos mais densos e mais sensíveis, pode escolhê-lo também.



Para quem gosta de crônicas:
"A Descoberta do Mundo"

Ah, adoro esse! Este foi o primeiro livro de crônicas que Clarice escreveu. É uma compilação de crônicas que ela escrevia para o Jornal do Brasil entre 1967 e 1973. 
O livro é dividido em capítulos e cada um deles trata de uma personagem específica e um período de tempo com começo, meio e fim. É quase como se fosse um diário da vida de Clarice daquela época, pois as personagens e os acontecimentos são reais e inspirados nas pessoas próximas a ela (suas empregadas, uma jornalista colega de trabalho, amigos do marido, e assim por diante).
O interessante é que, no meio dos relatos dos fatos reais, Clarice insere suas confissões, segredos e pensamentos, o que confere seu estilo intimista e psicológico. Com isso, ela transforma relatos banais do cotidiano em experiências incríveis.




Para quem quer ler um romance:
"Um Sopro de Vida"

Aqui minha vida ficou difícil, pois gosto de todos os romances dela. Escolher um me fez sentir que estou traindo os outros, mas vamos lá!
Escolhi "Um Sopro de Vida" pois foi a última obra que Clarice escreveu antes de morrer, e ele só foi publicado depois de seu falecimento. *escorre uma lágrima*
A estória gira ao redor dos temores do Autor, que criou uma personagem - Angela Pralini - e não sabe o que fazer com ela. Os capítulos se alternam entre as reflexões do Autor sobre ser escritor e sobre criar personagens e a vida de Angela. 
Angela surpreende o Autor, pois não o obedece e nem segue o que estava planejado para ela na estória, deixando-o ainda mais perturbado.
E, já sentindo que estava no final da vida, o livro tem uma série de reflexões sobre a morte e a existência. É maravilhoso!


Clarice também escreveu livros infantis e mais uma série de obras em cada um destes gêneros. Qualquer livro que for lido dela, com certeza, deixará alguma marca, pode ter certeza. E se você leu algum livro dela e quer debater, pode deixar aí nos comentários que vou adorar saber!

Posts Relacionados

Comente com o Facebook

4 comentários

  1. Olá.
    Estou aqui novamente coletando suas sugestões para uma leitura futura. Quero conhecer a escrita dessa mulher que ouço falarem tão bem. Por sugestão de um amigo, vi a última entrevista de sua vida e acabei percebendo um lado dela que nem pensava em conhecer. Espero gostar das obras tanto quanto gostei da Clarice pessoa.
    Um beijo.

    http://sonhandoatravesdepalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta última entrevista dela é muito legal, sempre que eu vejo fico toda emocionada com lágrimas nos olhos, rsrs. Não tem como não gostar de Clarice, vai por mim!

      Bjs!

      Excluir
  2. Oie!

    Eu amo Clarice, já li A hora da estrela, Perto do Coração Selvagem e li recentemente Um sopro de vida, é simplesmente lindo!

    Eu sou viciada pelas coisas que Clarice escreve.... preciso até me policiar um pouco, rs... pois quero ler livro de outros autores também, mas Clarice me prende!

    Preciso dizer que amei o seu blog, tem muito conteúdo!

    Beijos,

    Kátia

    https://poesiasdakah.wordpress.com/


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu te entendo! Também tenho vontade de devorar Clarice dias e dias seguidos! Fico feliz que este post e o meu blog tenha agradado uma adoradora de Clarice! (:

      Excluir