O livro ou o filme? | As Crônicas de Nárnia, de C. S. Lewis

Antes de ler os livros de As Crônicas de Nárnia , assisti aos três filmes. Eles, os filmes, não me causaram nenhuma emoção muito forte ...



Antes de ler os livros de As Crônicas de Nárnia, assisti aos três filmes. Eles, os filmes, não me causaram nenhuma emoção muito forte - nem paixão, nem ódio - e os assisti assim meio sem prestar atenção. O primeiro filme, inclusive, só assisti por causa da incrível Tilda Swinton, que faz a Feiticeira Branca. Os outros dois filmes assisti somente por causa da minha já famosa teimosia (#taurina). 

Por conta disso, demorei para ler meu exemplar de As Crônicas de Nárnia. Tenho o volume único com os sete livros da saga, e o que me levou a lê-lo foram exatamente as outras quatro estórias que não estavam nos filmes.

Os sete livros não foram publicados em ordem cronológica. Desta forma, é preciso prestar muita atenção na leitura, pois as idas-e-vindas no tempo, às vezes, confundem. Falando em ordem cronológica, os sete livros são: 1) O Sobrinho do Mago, 2) O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, 3) O Cavalo e seu Menino, 4) Príncipe Caspian, 5) A Viagem do Peregrino da Alvorada, 6) A Cadeira de Prata e 7) A Última Batalha.

É sabido que C.S. Lewis, autor da saga, era amigo de J. R. R. Tolkien e que este lhe deu várias dicas na época. 



O livro ou o filme? O livro.

Nos filmes, eu não senti nenhum tipo de conexão emocional com nenhuma das personagens. Comparando as estórias dos três filmes com as sete estórias disponíveis na saga, a impressão que eu tenho foi a de que escolheram as narrativas mais simples - e, consequentemente, as que seriam mais fáceis de tornarem-se comerciais. No primeiro filme, "O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa", não consegui engolir a profecia de que aquelas quatro crianças eram especiais e reinariam, por exemplo. Já no livro, há a narração do que acontece antes (O Sobrinho do Mago). Portanto, quando cheguei no volume seguinte, eu consegui comprar a idéia de que as crianças mereciam o reino. 

Além disso, as personagens nos filmes ficaram caricatas - mesmo Aslam, que supostamente é uma representação de Jesus Cristo, em algumas teorias literárias. Achei-as marcadas e previsíveis. Nos livros, há outras personagens que reinam Nárnia e elas são muito mais interessantes do que o quarteto das estórias dos filmes. 

Portanto, para quem gosta de Literatura, acho uma perda de tempo assistir aos filmes. Melhor ler os livros, que são muito mais completos, inteligentes e com várias explicações e acontecimentos sobre Nárnia como um todo. E, na minha opinião, pule os volumes que viraram filmes. Os outros quatro são muito mais legais, vai por mim.




Posts Relacionados

Comente com o Facebook

2 comentários

  1. Como eu não conhecia seu blog antes? Sua escrita é clara e objetiva, sem rodeios. Adorei! Fiquei feliz por saber que você é psicóloga, pois pretendo cursar Psicologia, mas ainda não sei se é curso certo para mim. Meu maior receio é por causa da minha idade (32 anos) e o curso é longo. Enfim, amo literatura e visitarei seu blog sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana Lucia

      Fico contente que tenha gostado! Venha me visitar sempre, sim!
      Ah, mas acho que isso de idade é coisa que está na cabeça da gente. Se é uma coisa que você quer, vai tirar de letra a faculdade, tenho certeza!

      Um beijo, Ruh

      Excluir