{desafio das cartas} 10/12 Uma carta de amor

A idéia do Desafio das Cartas veio do  Paperia  e consiste em escrever uma carta por mês, durante um ano, a pessoas importantes da sua vi...


A idéia do Desafio das Cartas veio do Paperia e consiste em escrever uma carta por mês, durante um ano, a pessoas importantes da sua vida. Lá no Paperia, as cartas são escritas à mão e enviadas pelo correio (idéia linda!) e eles sugerem o tema de cada mês. Aqui, as cartas serão em forma de posts e escolhi outros temas, com a identidade do Perplexidade e Silêncio.

10/12 - Uma carta de amor

Para um Coração Partido,

Já tentei tirar você do quarto escuro onde está escondido várias vezes, e você sabe disso. Já estendi a mão e lhe fiz promessas de tempos melhores que virão. Entendo que você não acredite em mim - eu também seria desconfiado se fosse assim esburacado como você - então, resolvi escrever uma carta. 

Aqui fora faz um dia bonito e ensolarado. As pessoas caminham sorridentes pelas ruas, como se estivessem prontas para que algo mágico aconteça - como se estivessem, inclusive, esperando que aconteça a qualquer momento. Escuto passarinhos cantando, flores que desabrocham e todos aqueles clichês encantadores de filmes românticos.

Mas o problema desta felicidade toda é que você não está aqui comigo. E, por isso, tudo ficou com uma camada cinza e empoeirada de saudade e ressentimento. E acho que essa é a maior demonstração de amor que posso te dar agora: o entristecimento do meu mundo quando você não está por perto. As coisas mágicas que os outros esperam ansiosos não poderão acontecer comigo se você continuar aí, isolado e trancado entre quatro paredes.

Se eu olho uma flor e penso em você longe de mim, ela murcha. Se eu escuto um pássaro e penso em você longe de mim, ele emudece. Se eu saio para descobrir o mundo e penso em você longe de mim, ele encolhe. Porque é você quem me expande, colore e sonoriza tudo por aqui.

Junto com esta carta, estou enviando um pequeno envelope com alguns pedacinhos seus que encontrei. Não achei, infelizmente, nenhuma cola que pudesse juntá-los exatamente como eram antes, mas você pode pensar em alguma coisa para fazer com eles - um quadro, um objeto de decoração para a sua sala, não sei - ou também pode colocá-los no lixo. 

Se você olhar de perto, verá que escrevi meu nome em cada um dos pedacinhos. São lembretes de que, agora, tudo será diferente e de que você pode confiar em mim.

Quando você receber esta carta, estarei sentado na porta do seu quarto escuro, te esperando. Isso também é amor, não é?

Deve ser um amor daqueles lindos e grandes, poéticos e fortes.
Abre a porta, por favor.

Tiptoe
Para ler os outras cartas do desafio, clique aqui.

Posts Relacionados

Comente com o Facebook

1 comentários

  1. Eu amo cartas <3 E você escreve muito bem! Parabéns! Sua escrita é tão delicada e linda!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir