Já Li #9 - Especial livros em inglês

De vez em quando, gosto de ler em inglês. Primeiro, porque ajuda a manter o idioma sempre fresco na mente e, principalmente, porque não ...


De vez em quando, gosto de ler em inglês. Primeiro, porque ajuda a manter o idioma sempre fresco na mente e, principalmente, porque não encontrei em português alguns livros que gostaria de ler. Destas leituras, destaquei três livros para o Já Li #9.

The Girl who Could Silence the Wind - Meg Medina

Meg Medina é uma escritora cubana/americana e já ganhou diversos prêmios de literatura infantojuvenil e YA. Este livro, "The Girl who Could Silence the Wind" se enquadra na segunda categoria e foi escrito em 2012.
O livro conta a estória de Sonia Ocampo, uma menina de família pobre e humilde que cresceu ouvindo que ela seria responsável por grandes feitos, por causa de uma profecia confusa e antiga que cercava sua pequena comunidade supersticiosa, chamada Tres Montes.
Para fugir destas expectativas, ela vai para Santiago, onde encontra emprego como arrumadeira em uma mansão. Lá, ela descobre que seu irmão, Rafael, desapareceu misteriosamente e, então, ela precisa encontrar uma maneira de descobrir o que aconteceu com ele. Para isso, ela conta com o apoio de seu melhor amigo de infância, Pancho.
A estória do livro é boa, pois mistura elementos de magia com dramas familiares e de classe. Sonia é uma personagem bem construída e a narrativa prende a atenção, afinal, o leitor quer saber se ela realmente pode fazer coisas extraordinárias como prega a profecia. Em relação ao inglês, é fácil e fluido, sem vocabulário muito complicado ou frases muito intrincadas. Recomendo a leitura!

The Girl with Glass Feet - Ali Shaw

Este é um dos meus livros preferidos e lamento que ele não tenha sua versão em português. Gostaria de poder recomendá-lo a todos que gostam de literatura fantástica, pois ele é lindo.
Ali Shaw é uma escritora que começou sua carreira como jornalista e, posteriormente, começou a produzir e escrever programas de TV para crianças.
"The Girl with Glass Feet", seu primeiro livro, conta a estória de Ida Maclaird que, aos poucos, está se transformando em vidro. Na tentativa de encontrar uma cura para sua condição, ela resolve viajar e explorar o arquipélago remoto de St. Hauda. Lá, ela procura por um recluso que disse, em sua primeira visita à ilha ainda criança, que ali "criaturas transformavam-se em vidro e se escondiam nas águas".
Na ilha, ela encontra Midas Crook, um fotógrafo que está ali para registrar as criaturas raras da ilha e tem um passado familiar dolorido e confuso. Juntos, eles resolvem superar todos os obstáculos que encontram, desde a transformação em vidro até a cura para traumas antigos.
O livro é uma mistura de mito, conto-de-fadas e romance e a transformação de Ida em vidro pode ser interpretada de várias maneiras, dependendo de quem lê. E o final é belíssimo: a cena do clímax ficou gravada em mim para sempre.
Quanto ao inglês, não é tão simples como do livro anterior. Exigiu de mim algumas consultas ao dicionário para traduzir palavras que eu nunca tinha visto antes. No entanto, o pequeno esforço valeu a pena!

Saga Crown of Stars, Vol. 1: King's Dragon - Kate Elliott

Kate Elliott, na realidade, é o "codinome" de Alis Rasmussen. Ela havia escrito uma trilogia de ficção-científica que não lhe rendeu sucesso e, para publicar uma nova obra, o editor pediu que ela também mudasse de nome. 
"Crown of Stars" é uma saga de sete livros, não publicada em português. A estória se passa em Novaria, um continente similar à Europa medieval, onde houve uma guerra entre os humanos e os elfos, chamados Ashioi.
No primeiro livro da saga, "King's Dragon", os capítulos se revezam entre os acontecimentos da vida de duas personagens, Alain e Liath. Alain é orfão e quer tornar-se um guerreiro, Liath perdeu o pai e foi vendida como escrava, em troca dos conhecimentos de feitiçaria que o pai guardou ao longo da vida. Ambos, aos poucos, vêem-se no meio da guerra acima mencionada, e vão descobrindo seus papéis e responsabilidades nela.
Eu estava bastante empolgada para ler a saga toda, porém, abandonei. Kate/Alis escreve de um jeito muito arrastado e lá pela página 400, não muita coisa tinha acontecido na estória. Os fatos levavam muito tempo para se desenrolarem e as duas personagens principais eram lineares demais. E, com isso, a obra não me prendeu. Uma pena.

Tem algum livro em inglês para indicar? Deixa aí nos comentários que vou adorar a dica!

Posts Relacionados

Comente com o Facebook

2 comentários

  1. Oi, moça!

    Só li dois livros em inglês na vida, porque sou muito d-e-m-o-r-a-d-a para ler nessa língua, infelizmente. Não sou fluente, então é um pouco complicado para mim. Ainda que eu entenda 90% do que leio, o fato de eu ler muito devagar me desanima muito. Massss gostei bastante da primeira capa, muito fofa - e a história me chamou atenção por ser YA. Com certeza, gostaria de ler. E acredita que, até semana passada, eu tinha um exemplar em português desse segundo livro? PUXA VIDA, POR QUE NÃO LI ESSA POSTAGEM ANTES????? Eu acabei trocando-o no sebo. Eu o tinha há pelo menos 5 anos, mas nunca consegui realmente terminar essa história - achei-a nonsense demais e muito confusa. O terceiro livro não me chamou muita atenção...

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO ACREDITO que você trocou ele em um sebo! hahaha Me passa o endereço desse sebo que vou lá pegar para miiim! Ai, que raiva! hahahaha
      E sim, eu tinha certeza que você gostaria do primeiro, pensei em você, inclusive, enquanto redigia o post.

      Excluir