Além da Literatura | Game: Child of Light

Ganhei o jogo Child of Light de um amigo que, sabendo que não sou gamer, precisou me convencer que este jogo valia a pena eu conhecer....

Ganhei o jogo Child of Light de um amigo que, sabendo que não sou gamer, precisou me convencer que este jogo valia a pena eu conhecer. Ele não estava errado: a estória do jogo é um conto-de-fadas, a protagonista é uma princesa (com asas!) chamada Aurora e os gráficos do game são todos em aquarela. É como se tivessem dado vida à uma incrível e mágica fábula que, até hoje, continua me trazendo inspirações para meus escritos.




Child of Light consiste na estória de Aurora, uma criança que foi tirada de seu reino enquanto seu pai estava muito enfermo. Ela foi sequestrada pela vilã (a Rainha da Noite, chamada Umbra) e, para voltar para casa, Aurora precisa resgatar o Sol, as Luz e as Estrelas. Toda a estória de passa no continente imaginário de Lemúria e ela precisa desbravar as diversas cidades e ilhas que fazem parte dele.

Ao longo da jornada, várias personagens aparecem para auxiliar Aurora nas batalhas com as criaturas sombrias de Umbra. A cada vez que uma delas surge, uma pequena estória é contada, sempre em forma de poesia. É lindo!


Além disso, Aurora tem a companhia de Igniculus, que funciona mais ou menos como seu "bicho de estimação". Ele é um vaga-lume que a ajuda a desbravar os cantos escuros de Lemúria, sob a dominação de Umbra.


Ao longo do jogo, Aurora precisa encontrar um Espelho Mágico, que a levará até a Rainha da Luz. Quando destravei esta Rainha no jogo e descobri quem ela era, eu me emocionei. Sério. O jogo é muito poético, a estória é linda e a evolução de Aurora ao longo da sua aventura é sensacional. 

Para completar, a trilha sonora é incrível. As músicas são épicas e mágicas, exatamente no tom do jogo. O crédito é da banda Couer de Pirate, e pode ser ouvida aqui.

Abaixo, o trailer oficial do jogo:


Informações:
Site Oficial
Onde comprar

Posts Relacionados

Comente com o Facebook

0 comentários