Retrospectiva Literária de 2014

Uma breve retrospectiva literária de 2014, onde escolhi as leituras que foram mais relevantes para mim ao longo deste ano. São sete c...


Uma breve retrospectiva literária de 2014, onde escolhi as leituras que foram mais relevantes para mim ao longo deste ano. São sete categorias e as minhas preferências em cada uma delas. 


Gosto de Literatura Infanto-Juvenil porque, quando ela é bem escrita, é uma fonte inesgotável de referências (Harry Potter está aí e não me deixa mentir).

O melhor livro deste estilo que li este ano foi "O Mundo de Sofia", de Jostein Gaarder. Na realidade, eu o reli este ano, pois ele fez parte do meu mundo literário quando eu era mais nova, e falei um pouco sobre isso neste vídeo. Tem uma determinada parte do livro, quase no desfecho, que acho que o Jostein quase perdeu a mão - quase! - mas, de forma geral, o livro reúne diversos aspectos bastante interessantes: filosofia, acontecimentos mágicos, reviravoltas e suspense.




O melhor livro de ficção deste ano apareceu para mim aos 45 minutos do segundo tempo, e foi "O Apanhador do Campo de Centeio", de J. D. Salinger. A primeira aparição dele foi na sessão "Quero Ler" de Novembro. Inclusive, não entregarei muitos detalhes dele agora pois ele fará parte da Sugestão de Leitura aqui do Perplexidade e Silêncio e, além disso, também tem vídeo chegando por aí! (: De qualquer forma, o que me cativou neste livro foi o conjunto: a narrativa escrita de forma íntima, melancólica e, ao mesmo tempo, informal e descontraída; a sutileza dos acontecimentos e do discurso; a relevância para os dias atuais - mesmo o livro tendo sido escrito nos anos 40/50 e a capacidade de fazê-lo nos apegarmos à personagem principal, o Holden.




Este ano, li uma série entitulada "Trilogia Sevenwaters", de Julliet Marillier. Dos três livros, achei o primeiro o melhor de todos - não que os outros não sejam bons, mas Julliet repete a fórmula do primeiro livro no segundo e terceiro, tornando a estória um pouco repetitiva. No entanto, o primeiro livro prendeu a minha atenção do começo ao fim e, até hoje, o universo fantástico criado por ela ficou na minha imaginação.

Este primeiro livro chama-se "A Filha da Floresta" e foi baseado no conto dos Irmãos Grimm "Os Seis Cisnes" e também na mitologia celta. É uma mistura de Avalon com contos-de-fada (como não amar?). Conta a história de Sorcha, uma menina com dons de sacerdotisa e curandeira que precisa livrar seus seis irmãos de uma maldição, que os transformou em cisnes. Ela tem uma longa jornada, cheia de sacrifícios e surpresas, para conseguir desfazer este feitiço.



Quem me conhece já sabe qual é a escolha desta categoria porque esta série não foi somente uma descoberta de 2014, foi uma descoberta para a vida toda. Trata-se de "A Crônica do Matador do Rei" de Patrick Rothfuss. Destilei meu fanatismo com a série na Sugestão de Leitura de Setembro e poderia ficar falando dele para sempre.

Além de Harry Potter, tenho poucas séries de livro que realmente me mudaram, que eu tenha me apegado às personagens em um nível doentio-fanático-profundo, do tipo que choramos quando alguém morre ou mencionamos alguma coisa da personagem como se ela fosse de um amigo íntimo. Recomendo esta leitura de hoje até a eternidade!



Escrevi bastante em 2014 - os posts fixos aqui do Perplexidade e Silêncio, minha coluna na Obvious e os meus textos, os aqui publicados e os que guardo só para mim. Sou muito crítica com as minhas criações e, talvez por isso, eu tenha demorado tanto a decidir divulgar meus textos por aí. Mas, de vez em quando, escrevo textos de que me orgulho muito, e o meu preferido deste ano é o conto "Quero ir embora".

O conto é dividido em três partes e é uma parte do livro de mesmo nome que escrevi entre o ano passado e este. O livro publicarei em breve - enquanto isso, fiquem com o conto.

Leia aqui, mas comece da parte 1. (:


Por causa das redes sociais, hoje em dia é mais fácil conhecer novas pessoas, escritores e blogs pessoais. Pesquiso e leio muitos deles, tanto em busca de referências para o Perplexidade quanto por puro interesse pela Literatura, Mas, infelizmente, vejo pouca coisa que me cativa.

Vejo muita divulgação de si mesmo, muita troca vazia de likes/followers/comentários e um certo narcisismo-virtual, onde todos querem ser vistos, mas ninguém quer ver o outro. Isso me cansa um bocado. (Estou falando como o Holden, do Apanhador. Adoro quando os livros fazem isso conosco!)

E não é que, também quase no fim do prazo, conheci um blog que realmente achei autêntico? Aleluia! Estou falando do "Nina é uma". Seus textos são interessantes e refletem uma personalidade realmente literária, que não visa popularidade/número de fãs, e sim, a qualidade do que é escrito, da gramática impecável aos assuntos bacanas. 


E, para finalizar a retrospectiva, listei as conquistas do Perplexidade e Silêncio deste ano, que não foram poucas!

Fiz aniversário de dois anos, junto com o meu namorado Diogo criamos um cantinho dedicado a ele, ganhou um canal no YouTube e publiquei meu primeiro livro

Ufa!

E que venha 2015, porque estou prontinha para passear de balão!

Posts Relacionados

Comente com o Facebook

5 comentários

  1. Oii, tudo bom? Pelo visto você leu muitos livros bons esse ano. Preciso muito ler O Mundo de Sofia e As crônicas do Matador do rei =D
    Um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
  2. Olá Ruh, tudo bem? (ou bom dia!!)
    Leu os livros que não conhecia, os livros parece ser ótimos, li 90 livros esse ano <3
    Fique com Deus! <3
    http://www.doceliterario.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ruh!

    Sim, é impossível não falar como o Holden depois de ler esse livro! Fiquei semanas falando e escrevendo como ele, uma loucura! Mas, sério, que ÓTIMO que ele se tornou um dos melhores livros desse ano pra você! Fico realmente feliz por alguém ter seguido meu conselho de lê-lo (e mais ainda por saber que alguém também se identificou com a história!). Sabe, já vi A Filha da Floresta muitas vezes, já li a sinopse e já quis comprar, mas como nunca vi ninguém fazer resenha desse livro, fiquei meio cética em lê-lo. Mas, pode deixar que, pro ano que vem, vou colocar na minha lista! Eu amei As Brumas de Avalon (foi tipo um revival de adrenalina que nem tive na época de Harry Potter haha) e saber que mistura com conto de fadas me fez ainda mais ter vontade de ler (eu não tinha sacado essa parte!). E preciso dizer o quão feliz fico por você me citar como Descoberta da Blogsfera? Sério, muito obrigada! Saiba que o sentimento é recíproco e que gosto muito de você e do seu blog! Também acho que hoje em dia é bastante difícil encontrar pessoas nessa área que não queiram apenas números, mas que se preocupam em serem autênticas e levar materiais realmente interessantes ao seu público!

    Um super beijo e um bom final de ano! <3

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito dessa retrospectiva. ahauhua...Parabéns pelo blog,super lindo!

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Eu me identifiquei bastante com você. Também li O Mundo de Sofia esse ano e o incluí no meu Top 5 de melhores leituras do ano. Estou muito curiosa em relação a O Apanhador no Campo de Centeio e também nessa série "A crônica do matador do rei". Tenho minhas dúvidas sobre ler essa duologia ou ler As Crônicas do Gelo e Fogo. Tem alguma sugestão?

    Beijos
    Leitores Forever

    ResponderExcluir