Sugestão de Leitura | Coração de Tinta, de Cornelia Funke

A autora Cornelia Funke é uma escritora alemã especializada em literatura infanto-juvenil e suas narrativas são sempre fantasiosas e...


A autora
Cornelia Funke é uma escritora alemã especializada em literatura infanto-juvenil e suas narrativas são sempre fantasiosas e de aventura. Apesar de focada neste público, Cornelia escreve de um jeito bastante adulto e maduro, como se não subestimasse a capacidade das crianças e dos jovens de serem inteligentes e espirituosos. Ela começou a se interessar pelo universo infantil na época em que trabalhava como assistente social de crianças e, por causa deste trabalho, começou a estudar sobre a infância e sobre os traumas que elas enfrentavam logo pequenas. Aos 32 anos, ela tornou-se escritora profissional e resolveu transformar todas as histórias de perdas e tragédias que havia visto ao longo da assistência social em narrativas de fantasia e aventura.



Por que escolhi este livro?
Coração de Tinta é o primeiro livro da trilogia Mundo de Tinta e é um livro para quem gosta de livros: toda a estória gira em torno deles. Mortimer é um recuperador de livros antigos e tem o dom de trazer à vida o que lê. Meggie, sua filha, desde criança foi criada na base da literatura. Devido à profissão de Mortimer, eles não tem uma casa fixa, ficam viajando de lugar a lugar, dependendo de onde estão os livros que ele deve restaurar. Elinor, tia de Meggie, é uma colecionadora de livros raros e possui um acervo tão grande quanto a mansão onde mora, sozinha, somente na companhia das personagens de seus livros. Percebe? Tudo gira ao redor de livros. E a trama se complica quando Mortimer traz à vida as personagens de um livro chamado - adivinhe - Coração de Tinta.

Trecho do livro

         "A noite estava clara. Meggie nunca tinha visto tantas estrelas. O céu estendia-se sobre as colinas negras como um pano bordado com minúsculas pérolas. O mundo todo parecia feito só de colinas, costas de gatos arqueadas diante do rosto da noite, sem gente, sem casas. Sem medo.
             Mo virou-se e tirou o cabelo de Meggie de cima do rosto dela.
             - Tudo bem? - ele perguntou.
             Ela fez que sim e fechou os olhos. De repente, tudo o que ela queria era dormir. Isso se o tumulto em seu coração deixasse.
             - Isto é um sonho! - alguém murmurou ao seu lado com voz monótona. - Somente um sonho. O que mais seria?
             Meggie virou-se. O garoto não olhou para ela.
             - Deve ser um sonho! - ele repetiu, balançando a cabeça para a frente com tanta energia como se quisesse encorajar a si próprio. - Tudo parece de mentira, falso, completamente maluco, igual aos sonhos, e agora - ele apontou para fora com um movimento de cabeça - ainda por cima estamos voando. Ou é a noite que passa voando por nós. Ou seja lá o que for.
             Meggie quase sorriu. "Não é um sonho!", ela quis dizer, mas estava cansada demais para explicar toda aquela história complicada. Ela olhou para Dedo Empoeirado. Ele passava a mão em sua mochila, provavelmente tentando acalmar a marta furiosa.
             - Não me olhe assim! - ele disse quando notou o olhar de Meggie. - Eu não vou explicar a ele. Quem tem que fazer isso é seu pai. Afinal, ele é o responsável pelo pesadelo do garoto."

Recomendação extra: em 2008, lançaram o filme "Coração de Tinta - O Livro Mágico", que é uma adaptação desse livro, com Brendan Fraser no papel de Mortimer e Eliza Hope Bennett como Meggie. 

Posts Relacionados

Comente com o Facebook

1 comentários

  1. Olá!
    Estou lendo no momento. Não posso dizer que estou adoraaaaaaaando mas também não estou desgostando. Vamos ver se mais para a frente ele me cativa.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - Participe do nosso SORTEIO do DIA DO HOBBIT

    ResponderExcluir