{desafio das cartas} 9/12 Uma carta para a infância

A idéia do Desafio das Cartas veio do  Paperia  e consiste em escrever uma carta por mês, durante um ano, a pessoas importantes da sua vi...


A idéia do Desafio das Cartas veio do Paperia e consiste em escrever uma carta por mês, durante um ano, a pessoas importantes da sua vida. Lá no Paperia, as cartas são escritas à mão e enviadas pelo correio (idéia linda!) e eles sugerem o tema de cada mês. Aqui, as cartas serão em forma de posts e escolhi outros temas, com a identidade do Perplexidade e Silêncio.

9/12 - Uma carta para a infância

Menina pequena,

Tão pequena que cabe no bolso, de mãos delicadas com dedos finos, boca fina de quem nasceu na essência do silêncio, olhos curiosos e perguntadores. Menina, queria poder avisá-la: as coisas ficam tão complicadas lá na frente.

Você vai descobrir que brincadeiras de gente grande são chatas e entediantes, que as pessoas vão perdendo a imaginação e vão acumulando, ao longo da vida, uma pilha de preconceitos e uma outra ainda maior de complicações. Você vai descobrir que o mundo, na realidade, é menor do que você esperava e que você mesma é maior do que você sonhava.

Você vai conhecer pessoas que irão embora, e irá doer - doer tanto - que você vai se perder no caminho. E você vai conhecer pessoas que ficarão, e serão estas que farão a sua existência valer a pena.

Menina pequena, o importante mesmo é você  colocar seus segredos dentro de uma caixinha e guardá-la dentro do coração, depois de construir um muro de tijolinhos e colocar uma cerca de arbustos. Porque é preciso se proteger daqueles que vão querer te roubar de si mesma. Tome cuidado, e nunca abaixe a cabeça quando o mundo quiser falar mais alto do que sua imaginação.

A infância nunca acaba se você a mantiver por perto. Você pode até crescer - em altura, em status, em conta bancária - mas nós duas sabemos que você nunca vai perder a mania de pisar nas folhas secas do Outono. 

Elas são lindas, não são? A boa notícia é que, lá na frente, elas continuam caindo melancolicamente das árvores, esperando pelo seu pézinho. E você continuará procurando um lugar para se esconder (um jardim secreto, talvez) e fugir do barulho lá fora. A chuva continuará caindo, com seu cheiro e seu som nos telhados, para te trazer aconchego.

Muita coisa boa acontece, menina pequena. Mas é preciso ser corajosa.
Sei que você é. Só não tenho certeza se você se lembra disso.

Lembra, por favor. É importante.

Leia as outras cartas do desafio aqui.

Post relacionado: Era uma vez...

Posts Relacionados

Comente com o Facebook

0 comentários