Sugestão de Leitura | A insustentável leveza do ser, de Milan Kundera

Milan Kundera é um escritor nascido na República Tcheca em 1929, que mora desde 1975 na França (sim, ele ainda é vivo, hoje com 85 ...



Milan Kundera é um escritor nascido na República Tcheca em 1929, que mora desde 1975 na França (sim, ele ainda é vivo, hoje com 85 anos). Ele escreve sobre relacionamentos humanos, mas não de um jeito meloso, romântico ou mesmo clichê: ele vê as relações e os romances sob uma perspectiva existencialista. As situações das personagens de suas narrativas são contadas de forma sutil, recorrendo mais ao pensamento e ao sentimento delas naquele momento do que focando no acontecimento em si. Kundera foi estudante de Cinema e comunista (expulso duas vezes do Partido, inclusive) e, vez ou outra, percebe-se certa influência destes fatos nas estórias dele.
Além disso, Kundera entremeia a narrativa com reflexões filosóficas, devaneios e divagações. Algumas partes lembram Sartre (pensador, escritor e filósofo que ainda ganhará um Sugestão de Leitura aqui!) e o dilema eterno do ser humano: escolher e renunciar.

Por que escolhi este livro?


"A Insustentável Leveza do Ser" é um daqueles livros que muitos já devem ter ouvido falar mas poucos, de fato, leram. O livro conta as indas e vindas, amores e desamores, de quatro personagens - Tomás, Teresa, Sabina (minha preferida) e Franz - e se passa em Zurique, no ano de 1963. Cada personagem traz o tema de amar e fazer escolhas sob um ponto-de-vista diferente, mas a personagem que sente "a insustentável leveza do ser" em si é Sabina, sempre muito livre e solitária.
É uma leitura delicada e filosófica, para aquelas épocas em que procuramos um enredo mais denso e profundo.








Recomendo comprar este livro em sebos. Além de sair mais barato, quem sabe você não tem a sorte de encontrar um livro que esteja marcado e escrito por alguém que leu no passado. 

Posts Relacionados

Comente com o Facebook

1 comentários